whatsapp clínica Spazio Odontologia

Público

Atendimento


A odontologia moderna valoriza a prevenção de doenças e a realização de tratamentos minimamente invasivos como forma de obter e proteger a saúde bucal e geral. O ponto principal no desenvolvimento dessa filosofia é o diagnóstico completo e correto da condição odontológica de cada um e para que isso ocorra é indispensável a utilização de exames  que auxiliem a detecção de qualquer alteração precocemente.

Uma tecnologia que tem colaborado muito para que os dentistas consigam identificar situações e intervir antes que danos ocorram é o Check-up Preventivo Digital. Esse exame rápido e indolor é realizado no próprio consultório com uma câmera intraoral de alta definição capaz de aumentar 60 vezes o tamanho da imagem capturada. Durante sua execução é feito um levantamento fotográfico de toda a boca, dentes, mucosa e língua e através da análise dessas imagens é possível identificar alterações em estágio muito iniciais e até mesmo imperceptíveis a olho nu como pequenas cáries, infiltrações em restaurações, trincas em dentes, desadaptações em próteses e lesões na mucosa.

O Check-up Preventivo Digital pode e deve ser feito em todas as idades, sem contra indicações. Sua utilização ajuda a definir a melhor maneira de manter o equilíbrio da saúde bucal evitando assim dores, incômodos e tratamentos caros e complexos.

- A criança deve ir para primeira consulta mesmo antes da erupção dos primeiros dentes, assim, os pais irão receber informações sobre a correta higienização do rebordo gengival do bebê. Logo que tenha o primeiro dentinho na boca é importante a criança novamente ir até o consultório, dessa maneira, os pequenos se familiarizam com o consultório dentário, e quando for preciso fazer um tratamento não vão se assustar com a novidade.

- O mais indicado é escolher um odontopediatra e desconfiar de dentistas que (na maioria das vezes para disfarçar a própria incapacidade) dizem que algumas crianças são muito pequenas para ser tratadas. Em geral, os pequenos são colaborativos a partir dos 2 anos e meio.

- Os adultos jamais devem usar o tratamento odontológico ou o profissional dessa área como ameaça de punição, com frases tipo “se não escovar os dentes, amanhã te levo ao dentista para te dar uma picada na boca”.

- Não fale na presença das crianças sobre tratamento difíceis ou dolorosos aos quais você ou algum conhecido tenha se submetido ou sobre experiências negativas ocorridas no dentista.

- Não aceite submeter seu filho à anestesia geral, exceto em caso de extrema necessidade. Em caso de dúvida, procure uma segunda opinião e, se necessário, opte por outro profissional capaz de contornar a não colaboração da criança com outros métodos, como  jogos ou abordagem acompanhado por psicólogo.

 

 

 

A gestação é uma das fases mais belas da vida de uma mulher e cuidar da sua saúde é o primeiro passo para a construcão de uma vida saudável para o seu bebê.

Além do acompanhamento médico e a realização do pré-natal as gesntantes devem também ser acompanhadas por dentistas para que mantenham sua saúde bucal em dia evitando o aparecimento de doenças que podem afetar sua saúde e também a do bebê.

Os cuidados com a saúde bucal auxiliam na prevenção de infecções geradas por problemas periodontais que, em alguns casos, levam ao baixo peso no bebê ou até mesmo partos prematuros, além de prevenir ou controlar algumas doenças que podem acometer a gestante como a diabetes.

Se você está nesta fase tão especial da vida, consulte a Spazio Odontologia

É muito comum todos se preocuparem com a higiene bucal das crianças e quanto mais velho vai ficando, menos cuidado vai tomando, porém os idosos precisam de tanta atenção quanto as crianças, isso porque na terceira idade é comum ter pacientes com problemas como a xerostomia, cáries, problemas nas pontes ou próteses, doenças periodontais, lesões na mucosa bucal, entre outras.

Diferente de na infância, a higienização precária não é o único causador dos problemas bucais, os idosos podem ter algumas complicações pelo uso de dentaduras, de muitos remédios e por outros problemas de saúde como diabetes, problemas cardíacos e câncer.

A xerostomia, que é a diminuição da quantidade de saliva, e a cárie são comuns nos idosos, na terceira idade é comum que haja uma desidratação maior, deixando a boca mais suscetível a bactérias e além disso o uso excessivo de medicamentos facilitam o aparecimento desses problemas bucais. Já a retração da gengiva é um processo natural causado pelo avanço da idade, o problema é que a exposição da raíz pode facilitar o surgimento de cáries e pode causar uma hipersensibilidade da dentina. Para amenizar a sensibilidade dos dentes é necessário fazer uso de creme dental com flúor e manter uma boa higiene.

Para os idosos que fazem uso de dentadura, todo o cuidado é preciso, caso os dentes artificiais não sejam higienizados corretamente, podem provocar a disseminação de infecções que causam a endocardite ou a pneumonia por aspiração dos mircrorganismo, ambas são perigosas e podem até levar o idoso à morte. Por isso é preciso ter muito cuidado com a saúde bucal, não apenas com a escovação, mas mantendo uma boa alimentação, se hidratando constantemente e mantendo hábitos saudáveis em geral.

O importante é que a maioria dessas doenças são reversíveis, portanto se o idoso fizer um acompanhamento odontológico, logo o problema será detectado e tratado, sem trazer muitos malefícios à saúde do paciente. O dentista deverá indicar qual o tratamento mais adequado para manter a boca úmida e ensinar a forma correta de higienização para prevenir o aparecimento de novos problemas bucais.